Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Ultimas Atualizações
TIRAI A PEDRA  (12-02-2018)
CANTINHO DA ORAÇÃO  (10-02-2018)
ORAI SEM CESSAR  (05-02-2018)
CANTINHO DA POESIA  (03-02-2018)
JESUS  (02-02-2018)
MINHA META
Qual sua meta para 2.018?
Arrumar um emprego
Voltar a estudar
Passar no vestibular
Comprar uma casa
Ser pvomovido na empresa
Realizar um sonho
Nâo tenho meta ainda
Ver Resultados

Rating: 2.8/5 (1789 votos)

ONLINE
2
Partilhe esta Página



 

 

 

 s

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


MENSAGEM DO DIA - Setembro/2014
MENSAGEM DO DIA - Setembro/2014

 

hoje, 08 de setembro

VINDE E COMPRAI...

 

Um jovem foi até a loja no céu e pediu ao anjo:

- Quero comprar amor, felicidade, honestidade, humildade, paciência e fé.  Tudo em uma grande porção.

            Rapidamente o anjo lhe trouxe um pequeno embrulho, o que fez com que o jovem questionasse:

            - Mas tudo isso nesse pequeno pacote?

            O anjo lhe respondeu:

            - Amigo, aqui só vendemos as sementes, você tem que as plantar e cultivar para obter os frutos.

            Muitas vezes oramos a Deus pedindo tudo isso e esperamos tudo cair pronto em nossas mãos, mas dai vem à dura decepção, pois Deus não nos envia nada pronto, ele nos ensina a plantar as sementes e cultivá-las em nosso coração.

            Venham, todos vocês que estão com sede, venham às águas; e, vocês que não possuem dinheiro algum, venham, comprem e comam! Venham, comprem vinho e leite sem dinheiro e sem custo.  Por que gastar dinheiro naquilo que não é pão e o seu trabalho árduo naquilo que não satisfaz? Escutem, escutem-me, e comam o que é bom, e a alma de vocês se deliciará na mais fina refeição.  Deem ouvidos e venham a mim; ouçam-me, para que sua alma viva. Farei uma aliança eterna com vocês, minha fidelidade prometida a Davi.  Vejam, eu o fiz uma testemunha aos povos, um líder e governante dos povos.  (Isaías 55:1-4)

            Olha que maravilhoso convite o criador nos faz: vinde e comprem sem dinheiro aquilo que preenche a sua vida!  Meu amigo, meu irmão, na loja de Deus não precisa dinheiro, não precisa bens materiais, tudo é de graça, mas lembre-se, só tem a SEMENTE, você precisa cultivar essa semente no seu coração.

Lembre-se, Deus fez de você uma TESTEMUNHA, um profeta, ou seja, um líder entre os povos.  Você tem uma missão muito importante que é divulgar SEU nome neste mundo dominado pela maldade, pela falta de fé, enfim, dominado pelo mal. Filho do homem, eu o fiz uma sentinela para a nação de Israel; por isso ouça a minha palavra, e advirta-os em meu nome.  (Ezequiel 33:7).  Deus te escolheu para ser uma sentinela, ou seja, alguém que vigia que guarda, e você é um guardador do seu próximo.  Por isso deve testemunhar o nome do Senhor em todo lugar, seja no trabalho, na rua, na escola e principalmente no seu LAR.

            Levanta-te, resplandece, porque é chegada a tua luz, e é nascida sobre ti a glória do Senhor.  Pois eis que as trevas cobrirão a terra, e a escuridão os povos; mas sobre ti o Senhor virá surgindo, e a sua glória se verá sobre ti.  E nações caminharão para a tua luz, e reis para o resplendor da tua aurora.  Levanta em redor os teus olhos, e vê; todos estes se ajuntam, e vêm ter contigo; teus filhos vêm de longe, e tuas filhas se criarão a teu lado.  (Isaías 60:1-4)

            Você é um escolhido, uma escolhida para ser testemunha das maravilhas que o Senhor fez ao teu favor.  Não temas as adversidades, pois aquele que te chamou para essa missão é fiel e jamais vai te abandonar, ELE irá contigo onde quer que vá.  ... E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. (Mateus 28:20)

            Que você tenha um bom dia, uma abençoada semana e que neste mês de setembro, considerado o MÊS DA BIBLIA, possa refletir no chamado de Deus para sua vida.

            O senhor te abençoe e te guarde, hoje e sempre.

 AMIGO CALEB

 hoje, 09/09

 

SALVAÇÃO EM JESUS

 

Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.
Romanos 8:1

         Estar em Cristo é muito mais que acreditar que ele existe, é confiar no seu poder, é se entregar totalmente a ele e confiar que Ele tudo pode.

Muitos acreditam que ele existe, mas não entregam sua vida a ele, vivem colocando sua confiança em coisas vãs, que não podem sustentar suas vidas.  Alguns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós confiamos no nome do Senhor nosso Deus.  (Salmos 20:7)  Poderíamos parafrasear esse verso assim: uns confiam no dinheiro, outros na sua boa posição social, enquanto outros confiam naquilo que lhe é mais familiar, como por exemplo, há quem confie nas drogas, na prostituição, e assim por diante.  Tudo isso são refúgios que não levam a nada, ou seja, levam a perdição

         Do fundo do vale do Mercedes, que corta o Parque Nacional do Yosemite, na California, até o nível do planalto da /serra Nevada, há uma diferença de quinhentos metros.  As paredes do vale são íngremes e quase impraticáveis mesmo a alpinistas experientes.  Há, não obstante, caminhos abertos pelos guardas que zelam pelo Parque os quais desafiam os excursionistas mais ousados a tentar a escalada até o plateau de onde se descortina um panorama espetacular.

         “ Certa vez um grupo de visitantes descia por um desses sendeiros que ziguezagueavam como que incrustados nas paredes do vale.  Imaginando-se mais sábios que os demais, alguns deles enveredaram por um ATALHO que prometia levá-los mais depressa encosta abaixo. O atalho era convidativo, o sucesso era completo.  Até..  Até que se viram subitamente à beira de um abismo.  Avançar era fatal, retroceder era impossível.  Horas mais tarde, exaustos e humilhados, eram retirados uma um com o auxilio de cordas lançadas por guardas que tinham acorrido para salvá-los.” (Colunas do caráter – pág. 187 – 188)

Há caminhos que parecem certos ao homem e, contudo, o seu fim é a morte.  (Provérbios 16:25)  Como são sábias essas palavras do sábio Salomão!  Poderíamos parafrasear esse verso assim: “há atalhos que são atraentes aos nossos olhos, mas no fim nos levam a perdição, à destruição”.

Poderíamos citar muitos exemplos de atalhos convidativos que levam a perdição, como por exemplo o ATALHO das drogas, o ATALHO da prostituição, o ATALHO do alcoolismo e muitos outros atalhos que você certamente conhece.

         Existem também atalhos que nem percebemos que podem nos levar ao fracasso, como por exemplo o ATALHO DO PRECONCEITO, da prepotência, do orgulho e muito mais.  Há quem diga: a minha igreja é a melhor, somente nós seremos salvos.  Isso não passa de preconceito, de prepotência, pois não é isso que a Palavra de Deus ensina, não foi isso que Jesus nos ensinou, ele deixa bem claro no evangelho de João:

Mulher acredita-me, vem à hora em que não adorareis o Pai, nem neste monte nem em Jerusalém.  Vós adorais o que não conheceis, nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus.  Mas vem a hora, e já chegou, em que os verdadeiros ADORADORES HÃO DE ADORAR O PAI EM ESPÍRITO E VERDADE, e são esses adoradores que o Pai deseja.  (João 4:21-23)

         Para estar em Cristo é preciso deixar de lado todos os ATALHOS que nos levam a perdição, inclusive o preconceito e a prepotência.  Se você ainda não conseguiu eliminar da sua vida esses atalhos, não se preocupe, faça isso agora, pois Jesus está te esperando.  Pois Deus não enviou o Filho ao mundo para condená-lo, mas para que o mundo seja salvo por ele. (João 3:17)

         OREMOS:

         Senhor nosso Deus e pai, te louvamos por mais um dia de vida, por mais essa oportunidade que nos dá de reconciliar contigo.  Te louvamos por Jesus Cristo, nosso salvador que veio para nos dar uma vida nova e nos livrar da condenação eterna.

Venha em meu socorro senhor neste dia, quero estar em Cristo hoje, me fortaleça para que eu deixe de lado todos os atalhos que me afastam de ti.  Tudo isso te peço e agradeço em nome de JESUS.

         Tenha um bom dia na paz do senhor.

 AMIGO CALEB

Hoje, 11/09

 

 

VERDADEIRO MISSIONÁRIO

 

Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. Tão somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares. Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que andares. 
(Josué 1:6-9)
Josué que era servo de Moisés, logo após sua morte foi escolhido para ser o líder do povo que havia saído do Egito, da casa da escravidão. Certamente ele temeu essa enorme responsabilidade, pois conduzir esse povo não era tarefa muito fácil, ele havia visto o que seu líder Moises tinha enfrentado. Quando foi espiar Jericó, ele viu a hostilidade e a fala de fé daquele povo, mas como era um homem temente a Deus, ficou do lado da verdade e da justiça. Mesmo sendo voto vencido, não se deixou levar pela tentação de escolher o caminho mais curto, como muitos hoje em nossos dias fazem. Há pessoas que, por ter certo problema em seu lar, no seu casamento, procura se satisfazer fora do casamento, se relacionando com outras pessoas, e mal sabem eles o mal que estão causando para a sociedade e para sua própria família. Há pessoas que, por falta de caráter, se enveredam pelo caminho do dinheiro fácil e se vendem por dinheiro, vendem sua dignidade, vendem seu corpo, enfim, vendem sua alma, muitas vezes por míseras “trinta moedas de prata” (Mateus 26, 15).
É lamentável ver o que pessoas de caminhada, pessoas lideres de igrejas fazem. São muitas vezes pior que os que não tem nenhum conhecimento, aqueles que não tem nenhuma religião.
Josué sabia muito bem disso, pois tinha visto o que seu líder tinha enfrentado quando subiu no monte Sinai para receber as tábuas da lei de Deus (E naqueles dias fizeram o bezerro, e ofereceram sacrifícios ao ídolo, e se alegraram nas obras das suas mãos. Atos 7:41). Certamente você fica horrorizado quando lê essas passagens, não é mesmo? Judas vendendo Jesus por trinta moedas de prata, o povo de Israel adorando um bezerro de ouro quando acabaram de sair da escravidão, mas será que fica horrorizado quando vê, em sua própria comunidade alguém cometendo os mesmos erros?
Você pode até dizer: “aqui ninguém adora um bezerro de ouro e nem vende Jesus por trinta moedas de prata”; tudo bem, você tem até razão se formos interpretar a Bíblia literalmente, mas pense um pouco:
- Adorar um bezerro de ouro. O que isso quer nos dizer?
No Egito eram adorados muitos deuses, cada um tinha seu atributo, portanto, não se trata apenas de adorar uma imagem, isso quer nos mostrar que aquele povo havia se esquecido do Deus libertador e estavam confiando em suas próprias forças, em si mesmo. Ai está bem claro a AUTOSUFICIENCIA daquele povo, como a de muitos hoje em nossos dias. Se eu uso uma forma indigna de sair de certa situação ou problema, estou automaticamente adorando um BEZERRO DE OURO.
- Vender Jesus por trinta moedas de prata. O que isso significa?
Quem vende sua dignidade, vende seu próprio corpo, estão vendendo Jesus por miseras moedas de prata. Há pessoas que preferem se prostituir que trabalhar para ganhar seu sustento, outras preferem vender drogas que trabalhar para ganhar dinheiro, isso é vender JESUS. Vende Jesus também o missionário acomodado que dá mal testemunho de sua fé, ou que não faz nada pelo reino de Deus.
O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos. (Oséias 4:6).
Severa repreensão que o profeta Oséias faz aos lideres religiosos dos eu tempo, e certamente faria aos lideres de hoje também. Quando ele fala de sacerdote, não se trata apenas do sacerdote ordenado, e sim de cada batizado que professa crer em Deus, pois CADA BATIZADO É UM MISSIONARIO, ou melhor, deveria ser.
Assim como Josué, cada um de nós é chamado a ser missionários, mas de verdade, não missionários de fachada como muitos. Ser missionário não é fácil, exige muito esforço, exige dedicação, exige, acima de tudo, RESPONSABILIDADE e RENUNCIA. (E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus. Lucas 9:62).
Que Deus te abençoe neste dia, que você seja um verdadeiro missionário ou missionária do Senhor. Não temas, ele é contigo todos os dias.

 AMIGO CALEB

 HOJE 12/09

 

Bom dia amigos e irmãos, que a paz esteja com cada um de vocês neste dia.
SETEMBRO, mês da Bíblia. VC JÁ LEU SUA BIBLIA HOJE?

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; João 1:12

Foi por você que Jesus deu sua vida, para que você voltasse a ser chamado de FILHO DE DEUS, afinal, vc foi criado à sua imagem e semelhança. Deus jamais desistiu de você, foi vc quem se afastou dele pelo pecado, mas se creres em seu filho crucificado, morto e ressuscitado terás de volta o direito de ser chamado FILHO DE DEUS. Basta somente crer.
ESTÁS DISPOSTO A ACEITAR JESUS CRISTO COMO SEU SALVADOR HOJE? Amanhã pode ser tarde demais.
Que Deus te abençoe e te proteja hoje e sempre.

AMIGO CALEB

 

hoje, 15/09

 

 

CREIA E CONFIE!

 

 

 

Os que confiam no SENHOR serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre.  Assim como estão os montes à roda de Jerusalém, assim o Senhor está em volta do seu povo desde agora e para sempre.  Porque o cetro da impiedade não permanecerá sobre a sorte dos justos, para que o justo não estenda as suas mãos para a iniqüidade.  Faze bem, ó Senhor, aos bons e aos que são retos de coração.  Quanto àqueles que se desviam para os seus caminhos tortuosos, levá-los-á o SENHOR com os que praticam a maldade; paz haverá sobre Israel.

 

Salmos 125:1-5

 

 

 

            Quantas vezes você orou, pediu a Deus uma benção e não recebeu?  Certamente você deve ter ficado triste ou decepcionado não é mesmo?  Afinal, a palavra diz que todo o que pede, recebe, o que busca, encontra, então porque busquei e não encontrei, pedi e não recebi?  Certa vez eu ouvi um relato de uma pessoa que buscou a Deus numa determinada igreja, pediu oração, pois estava com um problema na sua vida, daí um membro da igreja, um obreiro lhe disse que em 40 dias seu problema estaria resolvido, que ela poderia ficar em paz.  Passaram se os 40 dias e nada foi resolvido, resultado, essa pessoa desanimou de voltar na igreja, se decepcionou com Deus e continuou na rebeldia.  Onde está o erro?  Em primeiro lugar, temos que lembrar que os caminhos de Deus não são os nossos caminhos, como diz Isaias 55, 8, segundo Ele sempre procura nos atender da melhor maneira, procura fazer o que é melhor para nós, se Ele não nos dá uma coisa é porque não vai ser para o nosso bem.  Se seu filho inocente lhe pedir um produto que você sabe que é veneno, você vai lhe dar?  Claro que não, não é mesmo?  Ainda que ele dê birras, esperneie, bata o pé, você sabe que está lhe fazendo o melhor, que é não lhe dar o que está pedindo.  Deus é a mesma coisa, ele sabe o que é melhor para cada um de nós.  Um terceiro ponto muito importante e que devemos ter muita atenção a isso, é que Deus não tem relógio e calendário no céu, Ele não conta o tempo como a gente conta, para Ele um dia é como mil anos, e mil anos é como um dia, portanto, não existe essa de marcar data para receber uma determinada benção.  Além do mais, esse numero 40 é um numero simbólico na bíblia, e representa um determinado período de tempo, e não um tempo exato, portanto, essa pessoa que falou que em 40 dias ela resolveria seu problema, não falou tão errado assim, apenas foi mal interpretada.

 

            O maior problema do ser humano é não saber esperar, é querer tudo na hora, da noite para o dia, e não é assim que funciona as coisas.  Deus age, mas no momento certo.  Eu me lembro de uma família que acompanhávamos a tempos atrás, eu e a minha esposa que hoje está junto de Deus, foram mais de dez anos tentando fazer com que essa família voltasse para Deus, foi uma enorme batalha, mas hoje, graças a Deus eles se converteram.  Resumindo, se você confiar no Senhor, pode ter certeza de que a vitoria vai chegar num determinado momento, desde que você não desanime e nem abandone o barco no meio da viagem.  Como diz o salmista, os que confiam no Senhor serão como o MONTE SIÃO que não se abala.  Monte Sião na bíblia tem um significado muito importante, pois foi onde o rei Salomão construiu o templo do Senhor, e também representa o povo de Israel, também representa fortaleza.  O salmista está dizendo que se você confiar no Senhor de verdade, podem vir tribulações, problemas, tempestades que você vai resistir, pois Deus é sua fortaleza, mas aqueles que só buscam o Senhor quando vem os problemas, esses jamais vão ter firmeza, serão como folhas secas que o vento leva para onde quer.  É bom lembrar que confiar em Deus não é apenas participar de uma determinada igreja, isso é muito fácil, até quem não acredita em nada participa.  Confiar em Deus é colocar em pratica o que aprendeu, é louvar a Deus nos momentos de alegria e também nos momentos de tristeza, sabendo que ele está do seu lado sempre, como diz o cântico UMA LINDA MELODIA DEVES TER: uma linda melodia deves ter, quando triste surge as noites, basta só lembrar que um novo dia vem, nunca deixe a canção de ti fugir.  Cante a canção, quando a noite chegar, quando em provação, ou em aflição, fácil é cantar, quando brilha o sol, deves tu cantar, quando o mal surgir.

É uma realidade esse cântico, ele diz que devemos confiar no criador em todos os momentos, mesmo que a dor bata em nossa porta, pois muito em breve ela passará.  Se sua vida hoje está sendo difícil, se você está passando por momento de dor na sua vida, lembre que Deus vai te guiar pelos caminhos difíceis da sua vida, assim que a tempestade passar, o sol vai voltar a brilhar.  NÃO TEMAS, ore ao senhor e espere nele, pois ele vai te atender no momento certo, jamais vai te abandonar.

 

ORE COMIGO NESTE DIA, vou orar por você que está passando por um momento dificil na sua vida.  OREMOS:

Senhor nosso Deus, pai e criador de todas as coisas, queremos neste momento te louvar porque sabemos que estás do nosso lado neste momento.  Pai, eu sei que este irmão, esta irmã está passando por um momento de dor, de angustia, de sofrimento e já até perdeu a fé em ti, mas senhor, não deixe que ela fique mergulhada neste sofrimento, tome-a em teus braços de amor e a fortaleça para que possas voltar a confiar em ti.

 

O inimigo tem tentado destruir essa vida, tem tentado tirar dela o ultimo raio de fé, mas neste dia senhor, quero te pedir que devolva a este irmão, ou a esta irmã a fé necessária para que ela volte a confiar em ti.  Senhor, não sei quem é esta pessoa, não sei nome, não sei nada, mas o senhor conhece e está em tuas mãos, faça o melhor por ela senhor.

 

Pai, te agradeço por tudo e te peço tudo isso em nome do seu filho amado JESUS.  AMEM.

 

  Que você tenha um bom dia, e que a paz do Senhor esteja contigo neste dia.

AMIGO CALEB

 

 Hoje 17/09

 

 

Que as estrelas da felicidade brilhem sempre em sua vida; que nenhuma tempestade de tristeza esconda o brilho que existe em você. Que os inimigos se afastem e os verdadeiros amigos estejam sempre ao seu lado; e o mais importante: Que Deus te proteja e te ilumine sempre.
Tenha um bom dia na paz do senhor.

AMIGO CALEB

 

 

 Hoje, 18/09

 

Um garoto perguntou ao sei pai:

- Pai, qual o tamanho de Deus?

O pai olhou para o céu e viu um avião que estava passando e perguntou ao filho?

- Filho, qual o tamanho daquele avião?
O filho responde:

- Muito pequeno pai, quase não dá para ver.

Então o pai o leva a um aeroporto e lhe mostra um avião no chão e pergunta:

- E agora filho, qual o tamanho desse avião?

- Enorme pai.  Responde o garoto.

O pai então fala ao garoto:

- O mesmo acontece com Deus, seu tamanho vai depender da distância que você estiver dele.  Quanto mais perto você estiver dele, maior ele será na sua vida.

E para você, qual o tamanho de Deus?

 

 Hoje 21/09

HOMENS DA SEGUNDA MILHA

(Colunas do Caráter pág. 161 a 168)

 

            Desde que Pompeu, no final de sua campanha no Oriente, implantou as insígnias romanas sobre os muros de Jerusalém, em 63 Ac, o povo judeu começou a experimentar o rigor do jugo que Roma lhe impusera, e do qual não se livraria a despeito dos repetidos grau de fanatismo políticos e religioso.  Entre as medidas humilhantes introduzidas pelo dominador romano, contava-se aquela que conferia a um legionário de Cesar em viagem o direito de recrutar um judeu qualquer para carregar-lhe a bagagem até o limite de uma milha.  Pode-se imaginar o ódio surdo que agitava no peito do Israelita humilhado ao ver-se compelido a palmilhar, ao lado de um gentio arrogante, um trecho de estrada poeirenta de sua terra natal, sob os raios dardejantes de um sol asiático.

            A um auditório composto de israelitas ciosos de seus direitos como filhos de Abraão, herdeiros legítimos do solo de Canaã, capazes de submergir suas divisões tradicionais no ódio comum ao dominador estrangeiro, é que Jesus pronunciou as palavras do sermão da montanha cujo significado repercute até nossos dias: “E se alguém te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.” (Mt. 5, 41)

            Que solução divinamente simples para o intrincado problema das relações entre duas raças visceralmente hostis.  Melhor do que pelo antagonismo sistemático, preservaria o judeu sua dignidade em face do romano autoritário fazendo sempre mais do que sua obrigação legal.  Se tão somente cumprisse azucrinado a obrigação imposta pela lei, estaria admitindo, embora muito mal a seu grado, uma situação de inferioridade.  Indo de moto próprio além do dever, demonstraria possuir uma liberdade interior que desarmaria o opressor surpreendido.

            A aplicação desta regra de conduta transcende os acanhados limites da Palestina de há dois milênios para se tornar um privilégio universal.  Como disse H. E. Fosdick: “O caminho mais seguro para tirar à necessidade ou ao dever o caráter de escravidão, possível, mais do que é pedido.  A primeira milha por si só não é mais que tarefa ingrata.  A gloria vem com a segunda.”  Entretanto multidões nunca experimentaram a satisfação e gloria da segunda milha, porque se limitam a percorrer muito a contragosto a primeira.

            Aquele que só trabalha porque a isso são obrigados, nunca chegaram a descobrir o prazer e a benção do trabalho criativo e espontâneo.  O trabalho contém em si a mais genuína recompensa, mas só a usufruem aqueles que levam ao escritório ou à oficina o espírito de iniciativa.  Fazendo mais do que o dever impõe, transmutam a obrigação em privilégio e oportunidade.  Em vez de escravos das circunstancias, tornam-se senhores.

A imposição de trabalhar não lhes vem mais do exterior.  Alcançam a liberdade superior de trabalhar não porque precisam, mas porque que4rem.  Possuídos do espírito da segunda milha, guindam-se acima da tirania do relógio e são senhores do tempo.

            Aqueles que só estudam porque pais e mestres o exigem, desconhecem para sempre o encanto e o enlevo da pesquisa feita por amor à verdade, quando “a mente do homem é posta em comunhão com a mente de Deus, o finito com o Infinito”.  A mediocridade dos resultados de estudos feitos sob coerção externa deveria convencer aos educadores da ineficiência de estímulos outros que não o amor à verdade.

            Tal é a natureza da atividade mental que ela obedece melhor à motivação interior.  Nada de valor é aprendido a não ser por iniciativa própria.  Aplicar-se, pois, ao estudo motivado pelo desejo de aprender e não simplesmente de cumprir uma obrigação e preparar-se para uma das experiências que maior satisfação proporciona ao ser humano.

            Sobre o espírito da segunda milha tece Miguel Rizzo o seguinte comentário: “o grande principio de Jesus divide a conduta humana em duas partes: a compulsória e a voluntaria, isto é, o que fazemos porque somos obrigados a fazê-lo, e o que praticamos a mais, de moto próprio, espontaneamente; a primeira milha e a segunda.  O que a doutrina proclama é que, só quando o voluntario sobrepuja o necessário, a vida pode cessar de ser escravidão, atingindo seu pleno sentido de dignidade e valor.”

            A primeira milha está no plano do dever, a segunda no plano do amor.  O dever é majestoso; o amor é divino.  O dever obriga; constrange o amor.  O dever enaltece; o amor sublima.

            Quando, sob o impulso do amor, o homem assume a iniciativa quer no trabalho, no estudo ou na obediência a Deus, ele como que sai de um cárcere escuro onde vivia jungindo a regras e imposições como um servo, para a clara luz da liberdade de filho.  João da Cruz, pelo espírito da segunda milha transfigurou o cárcere em que se achava em Toledo numa antecâmara do céu. O mesmo fez João Bunyan, noutro cárcere em Bedford, quando escreveu a imortal alegoria de “O peregrino”.

            Brilha com raro esplendor nas paginas da Escritura a personalidade de Jônatas, filho de Saul.  Quando Jonatas com seu pagem de armas, desprezando a topografia do terreno e a superioridade numérica do inimigo, tomou de assalto Gibeá dos filisteus, demonstrou possuir não a mentalidade de servo, mas a mentalidade de filho.  O servo limita-se a cumprir o dever, o filho vai além do dever.  Como filho, não se contentava Jonatas com uma atitude passiva em face do inimigo.  Decide levar a guerra ao território dos filisteus e sua audácia é premiada com a vitoria.  O servo não toma iniciativa, mas sim o filho.  O servo se limita ao mínimo, mas o filho emprenha sua energia ao Maximo.  Cabe a cada um decidir por si se viverá no plano de servo ou de filho; no plano do dever ou do amor.  Cada um forja, enfim, seu próprio caráter no molde da primeira milha ou segunda.  De todas as nobrezas, a mais invejável é a nobreza de caráter.  E o que é mais encorajador, seu titulo não é herdado nem se compra a peso de ouro.  Não é premio tampouco de um arroubo de coragem ou um golpe de audácia.  Alcançam-na todos cujas vidas caracterizam não apenas pelo cumprimento estrito do dever, mas que de bom grado vão habitualmente além do dever.

            Quando Ana Nery, nos campos de batalha do Paraguai, socorria os soldados feridos, fazia-o no espírito da segunda milha.  Aliviar-lhes o sofrimento físico seria tão somente caminhar a primeira milha, cumprir um dever.  Tentar minorar-lhes o sofrimento moral com um sorriso a toda prova, uma palavra oportuna, um gesto de amor incansável, dando de si mesma para que outras vidas prestes a extinguir-se recebessem o impulso vitalizador de sua simpatia exuberante, era ir além do dever.

            Quando o Dr. Napoleão Laureano, pressentindo o desfecho inevitável da moléstia que lhe devorava o organismo ainda jovem, se esquece de si e de seus padecimentos, para mobilizar a opinião nacional a favor da luta contra o insidioso câncer, deu provas de um coração que haurira o espírito do divino Mestre.  Impulsionava-o em sua derradeira campanha humanitária não o simples senso do dever, mas o imperativo do amor.

            É o espírito da segunda milha que faz a diferença entre o profissional e o apostolo.  O profissional, quer médico, advogado ou administrador, limita-se a cumprir estritamente suas obrigações.  É pontual em comparecer ao expediente, mas não é visto trabalhar além do horário.  Timbra em observar a ética profissional, mas é incapaz de um sacrifício para o bem alheio.  Contenta-se com a rotina de seu oficio, sem jamais tomar uma iniciativa que prejudique suas conveniências pessoais.  Nunca o vemos liderar uma campanha filantrópica, nem fazer uma contribuição original ao progresso da ciência.  Não é dado a extorquir dinheiro dos clientes e ofende-se com a quebra da ética convencional.  É enfim um cumpridor fiel dos deveres, mas nunca se dispõe a ir alpem da primeira milha.  Seu numero é legião.  A humanidade lhes é grata, mas raramente lhes erige uma estátua.

            Em nível nitidamente inferior estão os mercenários, também numerosos em todas as profissões. A esse grupo pertencem aqueles que transformam os consultórios em balcões, a medicina em charlatanismo, a advocacia em chantagem, a política em demagogia.  Nada tocam sem diminuir-lhe o valor pela sua mesquinheza e apego ao dinheiro.  Não dão um passo a não ser a peso de ouro.  Com o mercenário a consideração primaria não é o dever, mas o lucro; não a honra mas a bolsa; não a coletividade mas o eu megalomaníaco.  O mercenário nada vê na profissão senão oportunidadde de locupletar-se, daí sua afinidade com as negociatas e subornos.  Na sofreguidão de enriquecer-se calca sob os pés todos os qureceitos da ética, e como Judas ou Silvério dos Reis, vende sua alma por algumas miseras moedas de prata.  A humanidade sempre lhe votou merecido desprezo.

            Em contraste marcante com mercenários e profissionais, estão os apóstolos.  São homens que não esperam ser mandados, mas vão por iniciativa própria.  Não se limitam ao dever, mas habitualmente vão além do dever, mesmo com sacrifício pessoal.  A alavanca que os impulsiona tem seu fulcro não nas imposições emanadas do exterior, mas no idealismo que brota de um caráter nobre.  Interpretam cargos e posições como oportunidades de serviço mais dilatado a favor do próximo.  Pautam suas decisões não por vantagens pessoais, mas pelo bem coletivo.  Fazem da imprensa uma tribuna para esclarecer e orientar a opinião publica; da medicina um sacerdócio abnegado para aliviar o sofrimento físico e moral da humanidade; da advocacia um látego impoluto para castigar is desmandos dos poderosos e uma espada para defesa do direito dos mais fracos; do magistério um instrumento para libertar a nova geração da tirania da ignorância e da superstição e fazer dela um exercito de pensadores armados com o amor à verdade.  Um Lopes Trovão na imprensa, um Miguel Couto na medicina, um Clóvis Beviláquia na jurisprudência, um Caetano de Campos no setor da educação, eis alguns brasileiros que honraram suas profissões fazendo delas um apostolado no sentido pleno da palavra.  A nação rende-lhes homenagem sincera e espontânea.

            Sem duvida, uma das razões que levou o divino Mestre a enunciar o princípio da segunda milha foi a de arrancar a religião do âmbito estreito do dever e da obrigação e colocá-la no plano do amor espontâneo.  Em sua miopia espiritual, escribas e fariseus tinham confinado a religião a um conjunto de cerimônias e tabus.  Para eles, ser religioso equivalia a repetir certos ritos e abster-se de praticar certos atos.  Não possuíam um programa positivo de ação.  Não eram capazes de tomar uma iniciativa mesmo que fosse para socorrer o próximo abatido sob o infortúnio.  Transformaram a obediência à vontade de Deus num fardo insuportável porque a encaravam como um dever e nçao um privilegio.  Obedeciam como servos sob constrangimento e não como filhos com espontaneidade.  Naturalmente para eles a religião deixara de ser um prazer, uma experiência viva e real.  Havia o judaísmo degenerado num formalismo anquilosado, sem capacidade alguma para satisfazer as aspirações religiosas do homem e sem poder de expansão.

            O progresso maravilhoso do cristianismo no primeiro século e nos subsequentes, e o entusiasmo que ainda inspira a milhões de crentes, devem-se, entre outras coisas, ao fato de Cristo alicerçar as relações divino-humanas não no dever impessoal, mas no amor filial.  É o propósito expresso de Cristo transferir a cada ser humano do nível de servos para o nível de filhos.  Assim que já não és mais servo, mas filho, e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo. (Gálatas 4, 7).

            O serviço do servo é baseado no dever; o do filho inspira-se no amor.  Não faz o filho menos que o servo; faz mais, mas o faz com amor e com liberdade.

            

Hoje, 22/09

 

 

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
Mateus 25:31-32
Deus nos criou com total liberdade de escolha, você é livre para tomar decisões, para fazer o que quiser com sua vida, mas vai chegar o dia em que Jesus irá te pedir contas do que você fez com sua vida.
O que você dirá a ELE quando ele te perguntar "O que fizestes com a vida que eu te dei?". Pense um pouco nisso hoje, pois amanhã poderá ser tarde demais.
tenha um bom dia, que Deus te abençoe e te proteja.

 

 

Hoje 24/09

 

Se a vida te der um limão, faça uma limonada, se te der um pepino, faça uma salada, se te der uma pedra, faça um assento, mas se te der uma nova oportunidade, TENTE OUTRA VEZ.